Formandos da escola Euclides da Cunha fazem trote temático para arrecadar fundos para a festa de formatura

Por Pablo Sérgio

Os alunos do nono ano da escola estadual Euclides da Cunha, uma das mais antigas de Roraima, realizaram na semana passada um dia de trote sadio para arrecadar recursos para a festa de formatura que pretendem realizar no final do ano.

De acordo com membros da comissão organizadora da festa de formatura, constituída por alunos, pais de alunos e professores, no decorrer dos próximos meses, na última sexta-feira de cada mês, os formandos terão que usar alguma coisa que caracterize a temática do mês e os que não aderirem ao movimento terão que pagar uma multa simbólica a título de penalidade pela não adesão à brincadeira.

Em maio por ser considerado o mês das noivas, a vestimenta foi “vestido para casar” e em junho será de alusiva Copa do Mundo, com a marca da seleção brasileira e em julho a temática será de caipira.

As multas, bem como o que for arrecadado com a venda de bilhetes de rifas e com parte do que for arrecadado com a realização do arraial da escola previsto para o mês de julho, serão destinadas para cobrir as despesas com a festa de formatura dos alunos do nono ano, que por questão de economia será realizada no pátio da escola.

Para a gestora escolar, Wiusilene Rufino, na prática esse tipo de trote é uma grande brincadeira e uma forma de envolvimento e de comprometimento dos alunos em algo que eles querem muito.

“Todas as atividades que realizamos na escola tem uma finalidade educacional, seja para o aprendizado do conteúdo programático, seja para lições de vida que visam ajudar na formação de pessoas de bem, com espírito de coletividade e capazes de lutar e trabalhar responsavelmente para realizarem seus objetivos. E esse tipo de brincadeira ajuda nesse processo educacional, pois dá responsabilidades e consequências para os envolvidos”, observou.

Conforme um dos alunos do nono ano que preferiu não se identificar, as iniciativas que estão sendo realizadas e programadas para arrecadar estão possibilitando experiências novas e desafiadoras para todos os envolvidos.

“Entendemos que já que a festa é nossa, temos que fazer a nossa parte e de uma maneira alegre, divertida e ao mesmo tempo desafiadora, procuramos cumprir com nossas responsabilidades para arrecadar recursos para realizarmos nosso sonho de uma linda festa de formatura, apesar de nem todos estarem envolvidos com o mesmo empenho da maioria. Mas mesmo assim faremos a nossa parte e somos gratos aos nossos pais e responsáveis e aos nossos professores e a gestão da escola por todo o apoio que estão nos dando nessa jornada”, disse.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Traduzir »