Gilberto Rosas, pré-candidato a deputado federal, lança campanha de arrecadação nas redes sociais

Por Pablo Sérgio

O presidente – licenciado – da Central Única dos Trabalhadores do Estado de Roraima (CUT-RR), Gilberto Rosas, que é pré-candidato a deputado federal nas eleições de outubro iniciou uma campanha de arrecadação financeira através das redes sociais conforme determina a legislação eleitoral, disponibilizando o endereço eletrônico https://plataforma.doacaoeleitoral.org/gilbertorosas para que seus apoiadores possa efetivar as doações.

No início da semana passada Gilberto Rosas que também exerce o cargo de vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Estado de Roraima (Sindsep-RR) oficializou o afastamento dos cargos que exercia nas entidades sindicais para poder se dedicar ao trabalho organizacional de sua pré-campanha eleitoral que terá como base central a defesa dos direitos dos trabalhadores públicos e privados, da cidade e do campo.

O pré-candidato disse que decidiu optar por este mecanismo de arrecadação financeira para bancar sua candidatura ao cargo de deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT) em função de ser um trabalhador e que a sua campanha será custeada através do apoio de amigos, de correligionários políticos e de pessoas que desejam que Roraima tenha um deputado federal que tenha compromisso com o desenvolvimento regional e que não tenha “rabo preso”, com grupos econômicos que normalmente bancam determinadas candidaturas e depois cobram ações que que atendam aos seus interesses e não os interesses da coletividade.

“Tenho muita clareza de que o meu compromisso é com a classe trabalhadora, com os movimentos social, sindical, popular e indígena e assim sendo só poderei contar com esses setores para ajudar a cobrir as despesas da minha campanha, por isso já estou disponibilizando o link para as pessoas que desejarem investir em um candidato sério, com ações transparentes e ficha limpa que assim o façam com a certeza de que estão fazendo um bom investimento para o futuro de nosso estado”, disse Gilberto Rosas.

Ele disse que o modelo de financiamento de campanha eleitoral coletivo é melhor porque dá mais transparência na prestação de contas do candidato e que qualquer cidadão possa dar a sua contribuição, dentro dos limites que a legislação eleitoral exige.

Conheça algumas regras sobre as doações para as campanhas eleitorais:

  • somente pessoas físicas podem fazer doações para campanhas eleitorais,
  • toda doação deve ser feita por recibo assinado pelo doador, com um valor limite de10% dos rendimentos brutos do doador no ano anterior,
  • o limite das doações para cada cargo ou chapa eleitoral é de 10 salários mínimos,
  • as doações feitas acima do limite estão sujeitas ao pagamento de multa de até 100% do valor em excesso,
  • as doações só podem ser feitas por cheques cruzados e nominais, transferências eletrônicas, depósitos identificados ou através do sistema disponível no site do candidato, partido ou coligação na internet,
  • as doações podem ser feitas com cartão de crédito (o sistema deverá obrigatoriamente identificar o doador e emitir recibo para cada doação feita),
  • os partidos ou os candidatos podem vender bens ou fazer eventos para arrecadar valores para suas campanhas,
  • podem ser feitas campanhas de financiamento coletivo (crowdfunding) no ano eleitoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Traduzir »