Governo do Estado dobra quantidade de pessoas atendidas na Rede Cidadania Atenção Especial

Por SIMONE CESÁRIO – Foto: Secom RR

PCDs inseridos no mercado de trabalho por intermédio do Sine-RR aumentou em mais de 1.200% nesta gestão

Com atividades esportivas, culturais e recreativas marcou a comemoração do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado nesta sexta-feira, 21, na Rede Cidadania Atenção  Especial, unidade da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social).

Os usuários atendidos por um dos maiores centros de atendimento especializado à pessoa com deficiência participaram de torneios de tênis de mesae de futsal, jogos recreativos e umanimado banho de mangueira.

Na gestão da governadora Suely Campos, a Rede Cidadania Atenção Especial dobrou a quantidade de atendimentos – passou de 628, em 2014, para 1405, em 2018. São pessoas com deficiência intelectual, motoras e múltiplas que recebem atendimentos diários de saúde, pedagógicos, desportivos, culturais e profissionalizantes.

“A pessoa com deficiência é respeitada na gestão de Suely Campos, com todo apoio para seu desenvolvimento, qualidade de vida e autonomia. Exemplo disso é a ampliaçãodas oficinas da Rede Cidadania Atenção Especial, dentre elas, a panificação e o atelier de corte e costura, que oferecem capacitação profissional a usuários e familiares e a possibilidade de melhoria da renda familiar”, explica a secretária do Trabalho e Bem-Estar Social, Emília Campos.

WildonJanilson Santos de Melo, de 22 anos, é um exemplo de dedicação que superou barreiras. Com retardo no desenvolvimento, ele nunca havia feito receita alguma ligada à panificação até começar a frequentar a oficina, em 2015. Mais do que uma profissão, a oportunidade o fez sonhar e buscar realizar seus sonhos.

Passou na faculdade de administração, na Universidade Estadual de Roraima (Uerr), onde também é estagiário. E a experiência na oficina de panificação trilha seus planos para o futuro. “Quero abrir uma pequena empresa ligada à panificação. Oferecer receitas com ingredientes inovadores, para atender também aqueles que buscam comidas saudáveis, além da capacitação para profissionais que trabalham nessa área”.

Sobre preconceitos ou falta de oportunidades para pessoas com deficiência, ele deixa um recado: “Nós também temos sonhos e temos capacidade de realizá-los. Olha eu aqui, quase terminando a faculdade de administração e querendo abrir meu negócio. Nós só precisamos ter oportunidade”.

Wilson é um dos 27 usuários da Rede Cidadania Atenção Especial  inseridos no mercado de trabalho e ensino superior. Na gestão de Suely Campos, a oportunidade de inserção da pessoa com deficiência em uma atividade profissional aumentou em mais de 1.200%: entre 2013 e 2014, foram 17 pessoas inseridas no mercado por intermédio do Sine-RR; entre 2015 e 2018, esse número saltou para 2018.

REDE CIDADANIA ATENÇÃO ESPECIAL – A unidade está dividida no Centro de Estimulação Precoce, o Centro de Atendimento Especializado, Centro Especializado em Reabilitação Física e Intelectual e a Unidade de Capacitação e Produção.

Na Estimulação Precoce, 210 crianças de zero a três anos e 11 meses recebem atendimentos que auxiliam no seu desenvolvimento motor e cognitivo, dentre eles, fisioterapia, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional e pedagogo.

No Centro de Atendimento Especializado, que atende a 400 usuários, são desenvolvidas atividades pedagógicas que dão continuidade ao desenvolvimento das crianças. Até 2015, crianças que saíam da Estimulação Precoce, aos quatro anos, não recebiam atendimento na unidade. Isso mudou nesta gestão da governadora Suely Campos com a criação das salas Pequenos Brilhantes, que realizam o atendimento pedagógico a crianças nesta faixa etária.

A Unidade de Capacitação e Produção oferece cursos voltados à capacitação para o mercado de trabalho. Um de seus principais projetos é a Oficina de Panificação, criada em 2016, que ensina a fazer pães, doces e salgados, além da oficina de corte, costura e artesanato, inaugurada em 2017, e atende tanto a usuários como familiares. A Unidade desenvolve ainda oficinas de arte, customização, tapeçaria, mosaico, além de acompanhamento pedagógico. Dos 315 usuários da Unidade, 27 estão inseridos no mercado de trabalho e Ensino Superior.

O Centro Especializado em Reabilitação Física e Intelectual (CER-II) é uma unidade habilitada pelo Ministério da Saúde que oferece atendimentos com várias especialidades médicas, dentre elas: psiquiatra, clínico geral, pediatra, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, fisiatra, cirurgião dentista, psicólogo. Em média, são realizados dois mil atendimentos mensais pelo CER II.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir »