PT reúne forças progressistas de Roraima para definir tática e estratégia eleitoral em apoio a Fernando Haddad

Por Pablo Sérgio

No final da tarde desta terça-feira, 9, e início da noite, lideranças de partidos políticos e dirigentes do movimento social e sindical estiveram reunidos na sede estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) com o objetivo de definir táticas e estratégias eleitorais para o segundo turno visando a campanha presidencial no estado.

De acordo com o presidente do PT estadual, deputado estadual Evangelista Siqueira, a reunião teve como objetivo central congregar todas as forças progressistas do estado de Roraima para centrar força na campanha de Fernando Haddad para a presidência da República, com ações planejadas e chamamento de outros setores que não concordam ou não apoiam as propostas defendidas pelo candidato adversário.

Num universo de 333.591 eleitores, Fernando Haddad (PT) obteve 17,85% dos votos, percentual que a direção partidária avalia que pode ser ampliado com a mobilização das forças progressistas.

Evangelista Siqueira disse que os votos dados para o adversário do candidato petista não foi nenhuma novidade para a direção partidária local, pois segundo ele, tradicionalmente o voto do eleitor roraimense para a presidência da República tem sido conservador e nesta eleição não seria diferente.

Ele disse ainda que no primeiro turno todas as forças progressistas de Roraima estavam mobilizadas em correr atrás de votos para as suas candidaturas locais e agora no segundo turno a meta é unificar as forças visando aumentar o percentual de votos de Fernando Haddad.

“Estamos construindo uma coordenação estadual com a participação dos partidos progressistas e com a representação dos movimentos sociais e sindicais para definirmos as táticas e as estratégias, além da busca de apoio de políticos eleitos no primeiro turno para comporem conosco esse trabalho”, ressaltou Evangelista.

Estiveram participando da reunião ampliada, além de dirigentes do PT local, representação do PSB, PV, do PC do B, PSOL, PCB e REDE, e a representação sindical como a do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Roraima (SINDSEP-RR), do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima (Sinter), da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Estado de Roraima (FETRAFER), do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, do Núcleo de Mulheres de Roraima (Numur), dentre outros.

A reunião contou com a presença de Rudson Leite, que foi candidato ao Senado Federal pelo PV e de Fábio Almeida, candidato ao governo do estado pelo PSOL no primeiro turno.

Evangelista explicou que está foi uma primeira reunião, que houve um amplo debate entre todos os participantes e algumas entidades ficaram de discutir com suas direções a participação direta ou não na coordenação enquanto outras já ingressaram nas ações operacionais da campanha.

“Alguns partidos, mesmo as direções locais já tendo declarado apoio ao nosso presidenciável, dependem de um posicionamento da direção nacional e algumas entidades sindicais também devem discutir com seus respectivos coletivos para ver a forma de ingressar na luta”, informou.

Mesmo assim, Evangelista disse que foi elaborado um calendário mínimo de atividades e que a militância partidária vai continuar o ritmo da campanha já iniciada no primeiro turno, levando as propostas do Plano de Governo da candidatura petista para o eleitorado roraimense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Traduzir »