Governo retoma programa estágio supervisionado

Por: SIDDHARTHA BRASIL – Fotos: Arquivo/Setrabes

Meta é atender 150 estudantes no primeiro semestre

O Governo do Estado iniciou o atendimento aos estudantes do ensino superior que preencham o perfil do Programa de Estágio Supervisionado de 2019.

O programa é executado pela Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), e já está sendo desenvolvido desde o dia 11 de fevereiro.

Neste primeiro semestre, a expectativa é de atender a 150 estudantes, das oito instituições de ensino superior conveniadas.

O programa tem o objetivo de capacitar o estudante para o mercado de trabalho, assegurando, assim, a experiência necessária para a consolidação dos conhecimentos adquiridos no curso a serem aplicados na pratica diária.

A presidente da Comissão de Gerenciamento de Estágio Supervisionado, Silvia Reis, explicou que o candidato à vaga deve procurar a sala 30 na Setrabes, munido de comprovante de matrícula e um documento de aceite da instituição de ensino para então dar início ao processo de seleção à vaga.

Ela destacou que já na primeira semana da retomada do programa, diversos estudantes haviam procurado a Setrabes e que após o preenchimento dos critérios, já foram encaminhados para desempenhar suas atividades nas unidades da instituição.

As ofertas de vagas são nas áreas de Serviço Social, Administração, Pedagogia, Fisioterapia, Enfermagem, Arquitetura, Engenharia, Libras, Direito, Contabilidade, Sistema de Informação, Educação Física entre outros.

Desde 2015, aproximadamente 550 estudantes participaram do programa na Setrabes, contribuindo e tendo a oportunidade de vivenciar na prática o conteúdo adquirido no meio acadêmico, recebendo assim, o preparo necessário par introdução e inserção no mercado de trabalho.

Todos os estudantes são acompanhados por monitores que coordenam o trabalho e, ao final, elaboram um relatório de intervenção com sugestões acerca da área vivenciada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir »