Sinter alerta professores para não caírem em golpe de quadrilha de estelionatários

Por: Pablo Sérgio

Desde o início do mês, quando tomou conhecimento de que havia uma quadrilha de estelionatários aplicando golpe em professores usando o nome da direção sindical e da assessoria jurídica do sindicato, a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima (Sinter) iniciou uma campanha de alerta para que os professores não caiam no golpe.

Além da campanha de esclarecimento através dos meios de comunicação, o Sinter vem usando as redes sociais para fazer o alerta para a categoria e já registrou boletim de ocorrência para que o caso seja investigado e o responsáveis sejam punidos.

O golpe consiste em ligar para os professores que foram beneficiais com vitórias em ações trabalhistas encampadas pelo Sinter, usando o nome da entidade, de diretores e da assessoria jurídica, os estelionatários afirmam que a vítima tem um resíduo da ação para receber e que para isso se efetive precisa depositar ou transferir uma certa quantia em dinheiro para receber o benefício, porém isso não passa de um golpe.

“Infelizmente, apesar de ser um golpe bastante conhecido, temos conhecimento de que muitos professores estão caindo, por isso intensificamos a campanha de alerta para que daqui para a frente nenhum de nossos sindicalizados seja prejudicado”, esclareceu Flávio Bezerra da Silva, diretor geral do Sinter.

Ele disse ainda que em momento algum o Sinter autorizou quem quer que seja a procurar os professores para pedir dinheiro para que os professores possam receber resíduos de ações trabalhistas. E que quando há qualquer assunto a ser discutido sobre as ações judiciais impetradas pelo Sinter a favor dos trabalhadores, orienta-se que os trabalhadores compareçam pessoalmente na sede do sindicato para tirar suas dúvidas ou mesmo para serem informados quais os procedimentos a serem tomados em relação as ações.

“Essa quadrilha está se aproveitando que parte desses professores é formada por idosos, por isso também estamos alertando aos familiares de nossos sindicatos para que fiquem atentos a qualquer telefonema em nome do sindicato que solicite deposito de dinheiro, pois isso na prática é um golpe e as vitimas em potencial precisam ficar alertas para não serem enganadas”, afirmou Flávio Bezerra da Silva.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir »